Atividade ao ar livre reduz a prevalência de miopia em crianças
Rose, K.A., Morgan, I.G., Ip, J., Kifley, A., Huynh, S., Smith, W. and Mitchell, P.
Publication: Ophthalmology

Publicado em 2008.

Principais destaques:

  • O objetivo deste estudo foi avaliar a correlação entre o trabalho de perto, mediano, e a distância e atividades ao ar livre com prevalência de miopia em crianças em idade escolar.
  • Este foi um estudo transversal de 2 amostras de idade de 51 escolas de Sidney selecionadas através de uma metodologia de grupo aleatório.
  • Este estudo incluiu 1.765 crianças de 6 anos e 2.367 crianças de 12 anos.
  • Níveis mais elevados de atividade ao ar livre foram associados com refrações mais hipermétropes e menor prevalência de miopia nos alunos de 12 anos de idade.
  • Os alunos que combinaram altos níveis de trabalho de perto com baixos níveis de atividade ao ar livre tinham, pelo menos, refração média hipermétrope (+0,27 D; intervalo de confiança [IC] de 95%, 0,02-0,52).
  • Os alunos que combinaram baixos níveis de trabalho de perto com altos níveis de atividade ao ar livre tinham, na maioria, refração média hipermétrope (+0,56 D; IC de 95%, 0,38-0,75).
  • Associações protetoras significativas com o aumento da atividade ao ar livre foram vistas para os tercis mais baixos (P = 0,04) e médios (P = 0,02) de atividade de trabalho de perto.
  • O estudo mostra que quanto mais tempo passado ao ar livre, menor é a taxa de miopia e maior é a taxa de refração média de hipermetropia.

Clique no link abaixo para acessar o artigo completo: http://www.aaojournal.org/article/S0161-6420(07)01364-4/abstract

Este artigo foi identificado como uma referência para uma revisão sistemática encomendada pelo VII sobre o impacto da URE em crianças. 

VISION IMPACT INSTITUTE NEWS

WeChat QR Code

«»