fbpx
ERRO DE REFRAÇÃO NÃO CORRIGIDO E FATORES ASSOCIADOS ENTRE CRIANÇAS DE ESCOLAS PRIMÁRIAS NO DISTRITO DE DEBRE MARKOS, NOROESTE DA ETIÓPIA
SINTAYEHU AWEKE SEWUNET, KASSAHUN KETEMA AREDO E MOLLA GEDEFEW
Sponsor/Institution: College of Medicine and Health Sciences, Debre Markos University
Publication: BMC Ophthalmology

Publicado em 2014

  • O objetivo do estudo foi avaliar a prevalência de erro de refração não corrigido e seus fatores associados entre crianças escolares no Distrito de Debre Markos, Etiópia.
  • 432 alunos foram aleatoriamente selecionados utilizando uma técnica de amostragem estratificada multi-estágios.
  • Alunos com acuidade visual menor do que 6/12 foram submetidos a exames adicionais utilizando autorrefrator e verificados cruzadamente utilizando lentes esféricas e cilíndricas.
  • Dos 432 alunos selecionados para o estudo, 420 (97,2%) estavam no grupo de idade entre 7–15 anos. A prevalência geral de erro de refração foi de 43 (10,2%).
  • A miopia foi observada como a mais dominante com 5,47%, seguida pelo astigmatismo com 1,9% e hipermetropia com 1,4% nos dois sexos.
  • Sexo feminino, nível escolar mais alto e uso regular de computadores foram significativamente associados ao erro de refração.
  • O fardo dos erros de refração não corrigidos é alto entre crianças de escolas primárias. A miopia era comum nos dois sexos.
  • Os fatores de risco potencial foram sexo, uso regular de computadores e nível escolar mais alto dos alunos.
  • Logo, programas de saúde escolar devem trabalhar na disseminação de informações de saúde e na provisão de serviços de assistência oftalmológica.

Para acessar o estudo, clique aqui: https://bmcophthalmol.biomedcentral.com/articles/10.1186/1471-2415-14-95

Para baixar o relatório completo, clique aqui: Uncorrected refractive error and associated factors among primary school children in Debre Markos District, Northwest Ethiopia

VISION IMPACT INSTITUTE NEWS

WeChat QR Code

«»