Visão: um compromisso para a vida toda

Como mãe de três filhos, estou convencida de que os pais farão tudo o que puderem para que seus filhos sejam saudáveis. Quando soube que a deficiência visual poderia afetar a saúde geral, o desempenho acadêmico e as oportunidades futuras de meus filhos, não hesitei para marcar consultas com um optometrista. No entanto, fiquei surpresa quando soube que dois de meus três filhos precisavam de correção para a miopia e que um tinha astigmatismo grave. Eu culpo minha ignorância sobre a visão de meus filhos no fato de que eu, pessoalmente, nunca tive necessidade de correção da visão e, sendo assim, assumi que os olhos dos meus filhos eram perfeitos. Somente alguns anos depois disso que eu também precisei de correção devido ao avanço da idade. Os cuidados com a visão são, realmente, um compromisso para a vida toda para qualquer pessoa.

Globalmente, 63% de crianças com deficiência visual no grupo de 0 a 15 anos de idade apenas precisam usar óculos para mudar a maneira como veem o mundo. Na realidade, o erro refrativo não corrigido é a principal causa de deficiência de visão ao redor do mundo e a segunda principal causa de cegueira – no entanto, 80% da deficiência de visão pode ser corrigida em todas as idades.

Um estudo recente de crianças, adolescentes e adultos em 14 estados mexicanos foi o primeiro a fornecer dados sobre este tópico, descobrindo que mais de 59% da população sofre de erros refrativos não corrigidos, com a miopia liderando em 24,8% nos grupos de todas as idades.

No grupo de 10 a 29 anos de idade, a miopia foi o erro refrativo mais comum, e a frequência parecia aumentar nessa população mais jovem. Os estudos enfatizam repetidamente a importância de diagnosticar os erros refrativos em uma idade precoce. Porém, muitos pais, assim como eu, ainda não têm conhecimento que seus filhos apresentam um problema. O estudo também mostra que havia uma relação entre a idade e todos os erros refrativos, com aproximadamente 60% desses erros refrativos sendo em pessoas com mais de 50 anos de idade.

De acordo com os autores, no México, a competição das prioridades da saúde ocular também significa que os oftalmologistas muitas vezes negligenciam serviços de erros refrativos em favor de doenças oculares mais significativas. É necessário fornecer serviços de refração em todos os níveis do sistema de saúde, principalmente no nível primário, em que os serviços são oferecidos para a comunidade.

Clínicas, como a Salud Digna, estão rompendo as barreiras dos cuidados, propiciando oportunidades de acesso a oftalmologistas em comunidades locais a um custo acessível. Ao integrar os cuidados com a visão no atendimento de saúde geral de seus pacientes, as clínicas estão mudando a maneira do México olhar para um paciente do mundo por vez.

Como objetivamos mudar o cenário da visão saudável por uma vida inteira, devemos trabalhar para assegurar que os benefícios da refração, da correção e da proteção visual sejam reconhecidos como prioridades na assistência médica.

Categories

Archive

RSS