Visão como uma questão de direitos

 

Quando você pensa em direitos humanos universais, o que vem à mente? Direito a uma educação, a trabalho, a casamento e a uma família, à liberdade de movimento e expressão. Todos esses direitos são surpreendentes, mas para quase 2,5 milhões de pessoas em todo o mundo que sofrem de problemas de visão não corrigida, eles podem ser inacessíveis.

A visão deficiente pode impactar a sociedade como um todo, mas também tem um impacto direto e profundo nos indivíduos que sofrem de visão deficiente. A pesquisa mostra que a visão deficiente pode impactar negativamente o desempenho acadêmico, a produtividade no local de trabalho, a saúde em geral, além de muitos outros pontos.

Geralmente, a solução para uma visão deficiente é muito simples: o uso de óculos. Os óculos são uma solução com excelente relação custo-benefício que pode ter uma diferença significativa para aqueles que vivem com visão não corrigida, melhorando suas vidas pessoais. Mas, além disso, os óculos também poderão mudar a maneira que 2,5 bilhões de pessoas, quase um terço da população mundial, operam na sociedade. A visão corrigida dessas pessoas poderá levar a benefícios econômicos que vão desde maior produtividade no trabalho a grandes oportunidades para gerações futuras por meio de melhor aprendizado e educação para as crianças.

De acordo com especialistas, até 80% do aprendizado ocorre visualmente, deixando as crianças com visão deficiente em grande desvantagem. Se deixada sem correção, a disparidade apenas cresce e as crianças podem se deparar com uma vida de sofrimento. A visão deficiente pode prejudicar a capacidade de aprender na sala de aula e durante toda a vida.

Infelizmente, a pesquisa mostrou que a receita de óculos correta tem um impacto maior no desempenho acadêmico de uma criança do que qualquer outra intervenção de saúde. Um estudo na China mostrou que os alunos que usaram óculos por mais de um ano obtiveram notas mais altas em provas, o equivalente a seis meses de educação adicional, com alunos que historicamente tinham baixo desempenho se beneficiando mais da correção da visão.

A detecção e correção precoce da visão deficiente são fundamentais para dar a todas as crianças igual oportunidade de sucesso. Por este motivo, muitos especialistas concordam que exames oftalmológicos completos são necessários para crianças até três anos de idade. Um estudo da National Commission on Vision & Health descobriu que os exames oftalmológicos são altamente eficazes na identificação de condições precoces de visão, e a solução desses problemas de visão resultaram em notas de prova mais altas.

Com lentes corretivas, as crianças podem definir a base para um futuro em que elas têm a oportunidade de participar integralmente. De maneira similar, os óculos também podem abrir um mundo de oportunidade para adultos trabalharem no que gostam e desempenharem o trabalho muito bem.

A perda de produtividade que resulta da visão não corrigida tem um impacto de grande alcance, do nível individual até a economia global. Estima-se que os impactos econômicos da diminuição da capacidade visual que resultam de erros refrativos não corrigidos custam à economia global inacreditáveis US$ 272 bilhões.

A realidade é que, não importa se eles estão no trabalho, na escola ou em qualquer outro lugar, muitas pessoas não têm consciência de que eles têm um problema de visão, pois elas conhecem apenas o que veem. Em nossa opinião, todas as pessoas têm o direito de ver bem.

No Dia dos Direitos Humanos, devemos trabalhar para assegurar que os benefícios de correção e proteção da visão sejam priorizados. Quando a visão tomar seu legítimo lugar nos cuidados com a saúde, todos os nossos esforços, na sala de aula, com a família, no local de trabalho, na comunidade, terão um efeito cascata, beneficiando a sociedade como um todo.

A boa visão é precursora a muitos direitos humanos, e chegou o momento de reconhecê-la como um direito humano básico por si só. Adotando medidas simples e de baixo custo, pessoas de todas as idades podem melhorar muito a qualidade de vida e aproveitar ao máximo os direitos concedidos a elas. Temos uma perspectiva para o futuro de que a boa visão seja vista como um direito humano básico, um mundo em que cada pessoa possa se beneficiar integralmente de uma vida melhor por meio de uma visão melhor. Junte-se a nós em Dando uma voz à visão.

Categories

Archive

RSS