Foco em: Kaitlyn Sapoznik, OD, William C. Ezell Fellow

Mais de 2,5 bilhões de pessoas em todo o mundo sofrem de problemas visuais que podem ser corrigidos por um profissional de oftalmologia treinado que possa receitar um par de óculos. Mas os profissionais de oftalmologia às vezes são escassos. É por isso que quando temos a oportunidade, escolhemos investir no futuro desses geradores de mudança entusiastas – geradores de mudança como Kaitlyn Sapoznik, OD.

No início deste ano, Kaitlyn, uma graduada do Illinois College of Optometry, recebeu um William C. Ezell Fellowship patrocinado pelo The Vision Impact Institute. Organizado pela American Academy of Optometry Foundation (AAOF), o programa Ezell Fellowship foi estabelecido para fornecer reconhecimento e suporte a alunos de pós-doutorado talentosos que estiverem buscando um grau avançado em pesquisa optométrica.

Recentemente perguntamos a Kaitlyn sobre seu trabalho e seus planos para o futuro. Foi isto o que ela disse:

Por que você decidiu dedicar seus estudos e sua carreira à visão?
Comecei a usar óculos e lentes de contato na adolescência e adorava ir ao optometrista enquanto eu crescia. Ele sempre me estimulava a considerar uma carreira em optometria. Durante meus estudos de graduação, trabalhei para um optometrista em Chicago, em um cenário multidisciplinar em que a minha paixão pela saúde ocular se desenvolveu. Concluí meu doutorado em optometria no Illinois College of Optometry, seguido por uma residência em doenças oculares na Indiana University School of Optometry (IUSO). Foi durante minha residência na IUSO que me envolvi em pesquisa da ciência da visão. Realmente gostei de como a pesquisa permitia que eu contribuísse para os cuidados com o paciente de maneira diferente da prática clínica. Atualmente estou na IUSO concluindo meu PhD em Ciência da Visão.

O que a levou a concorrer ao Ezell Fellowship?
O Ezell Fellowship é uma grande honra e distinção como cientista clínico em desenvolvimento em optometria e é meu objetivo concorrer a ele desde que comecei meu PhD. Estou agradecida ao AAOF e ao The Vision Impact Institute por me oferecerem esta oportunidade de desenvolver minha carreira e sinto-me honrada em compartilhar este título com muitos pesquisadores excepcionais da ciência da visão.

Em que irá focar sua pesquisa?
Minha pesquisa irá focar a formação de imagens de alta resolução (óptica adaptativa) das mudanças na retina de pacientes diabéticos. Em nosso laboratório usamos um oftalmoscópio de laser de varredura óptica adaptativa que permite ver células individuais de nossos participantes. Podemos ver fotorreceptores individuais, células vermelhas do sangue e muito mais. Diabetes é uma causa importante de perda da visão em adultos em idade ativa, algo que encontrei diariamente na prática clínica e nosso laboratório tem capacidade de detectar alterações em nossos participantes com diabetes que não podem ser detectadas com um exame clínico padrão. Minha pesquisa dedica-se a investigar essas alterações como biomarcadores potenciais da progressão da doença.

Quais são seus planos para o futuro?
No futuro, planejo continuar a realizar pesquisa translacional, dar aulas e fornecer cuidados ao paciente como membro do departamento de uma instituição optométrica.

Que conselho você daria aos futuros concorrentes?
Meu conselho para os futuros concorrentes é bastante simples – trabalhar intensamente, aproveitar cada oportunidade que puder para tornar seu trabalho visível e assegurar que você tem um excelente sistema de suporte. Não tenho como enfatizar o suficiente o suporte do meu mentor, Stephen Burns, membros do laboratório e colegas na IUSO que contribuíram para o meu sucesso até o momento.

Categories

Archive

RSS